No dia 12 de fevereiro, pelas 10 horas da manhã, realizou-se no nosso Colégio mais uma das palestras intituladas "Percursos de Vida", promovidas pela Associação de Antigosdrfalcao Alunos do Colégio, a A.A.A.C.L.

Nesta segunda conferência do corrente ano letivo, o nosso palestrante foi o Dr. Francisco Falcão Machado, nascido em Setúbal, que frequentou esta instituição como aluno interno durante 8 anos e acabou por se formar em Direito na Universidade de Coimbra.

Porém, após terminar o seu curso, apercebeu-se que, provavelmente, aquela não seria a sua vocação e acabou por se candidatar a uma vaga de embaixador de Portugal. Exerceu a sua atividade e atuou em diversos países, sendo, por vezes, uma peça essencial nas mais diversas negociações entre Portugal e essas nações.

Para além do brilhante testemunho que deu de toda a sua carreira e da sua vida, mostrou-nos a todos nós, principalmente aos finalistas, que não temos de encontrar logo a nossa vocação e a nossa profissão para o futuro quando saímos do ensino secundário, mas que ela pode aparecer mais tarde, não podemos é desistir de a procurar.

Carla Maravilha e Luís Freitas - 12.º ano

 

 

MATRÍCULAS EM CURSO: 1.º ao 12.º ano de escolaridade

Ensino Secundário - Cursos Científico-Humanísticos

- Curso de Ciências e Tecnologias;

- Curso de Ciências Socioeconómicas;

- Curso de Línguas e Humanidades.

Regime de externato, semi-internato e internato

Vestuário do Colégio

Consulta preços e tamanhos

na secretaria do Colégio

 


Educar Hoje,

A educação consiste em levar o homem a tornar-se cada vez mais homem, a poder ser mais e não só a poder ter mais. Consequentemente, a que, através de tudo o que tem e de tudo o que possui, saiba ser mais plenamente homem com os outros e para os outros.” A semente não germina ou não se desenvolve convenientemente, mesmo sendo boa, quando o ambiente não é propicio ou o encarregado do campo o esquece. A vitalidade da planta vem da semente, mas está condicionada pela terra boa ou má e pelo cuidado de quem a trata. Não depende tanto dos outros como o homem: antes durante e depois do nascimento. O homem, sendo social por natureza, só em sociedade se pode desenvolver como homem.(“O menino selvagem” de Truffaut) Por isso, e este o terceiro aspeto, o ambiente e os educadores que rodeiam o educando têm uma importância incalculável no processo educativo.

Pe. Avelino Silva-OSB

BT Google Maps

Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com