dr lopes 1

No dia 20 de outubro, teve lugar no Salão de Festas uma palestra dirigida pelo Dr. Fernando Lopes de Almeida.

«Lopes de Almeida», como era conhecido no Colégio de Lamego, ocupou, e ainda ocupa, vários cargos de relevo relacionados com a Saúde. Porém, nesta palestra, o que ficou mais presente na nossa memória é que o regime de internato que este integrou durante alguns anos foi o que o mais o marcou.

Como aluno interno que sou, comparando o regime que o Dr. Lopes de Almeida integrou neste Colégio, este é um pouco diferente do atual, e ainda bem que mudou, pois «quem muda Deus ajuda».

O Dr. Lopes de Almeida também relembrou aspetos do internato que ainda hoje sucedem, como é o caso do grande espírito de família vivido entre os respetivos internos, a enorme camaradagem, entre outros aspetos interessantes e divertidos.

Ao que me parece, o palestrante também ficou desde jovem marcado pelos pratos «maravilhosos» que ainda hoje são servidos na cantina, como o frango assado com batata frita e os grelos com batata cozida.

Finalizo deixando a ideia de que esta palestra nos permitiu conhecer o rico currículo deste vulto, mas, mais importante ainda, mostrou-nos a nós, internos, a importância das nossas vivências no internato e das amizades aqui realizadas, que nos marcam para a vida inteira.

Joel Castro, 11.º ano

 

 

MATRÍCULAS EM CURSO: 1.º ao 12.º ano de escolaridade

Ensino Secundário - Cursos Científico-Humanísticos

- Curso de Ciências e Tecnologias;

- Curso de Ciências Socioeconómicas;

- Curso de Línguas e Humanidades.

Regime de externato, semi-internato e internato

Vestuário do Colégio

Consulta preços e tamanhos

na secretaria do Colégio

 


Educar Hoje,

A educação consiste em levar o homem a tornar-se cada vez mais homem, a poder ser mais e não só a poder ter mais. Consequentemente, a que, através de tudo o que tem e de tudo o que possui, saiba ser mais plenamente homem com os outros e para os outros.” A semente não germina ou não se desenvolve convenientemente, mesmo sendo boa, quando o ambiente não é propicio ou o encarregado do campo o esquece. A vitalidade da planta vem da semente, mas está condicionada pela terra boa ou má e pelo cuidado de quem a trata. Não depende tanto dos outros como o homem: antes durante e depois do nascimento. O homem, sendo social por natureza, só em sociedade se pode desenvolver como homem.(“O menino selvagem” de Truffaut) Por isso, e este o terceiro aspeto, o ambiente e os educadores que rodeiam o educando têm uma importância incalculável no processo educativo.

Pe. Avelino Silva-OSB

BT Google Maps

Go to top
JSN Boot template designed by JoomlaShine.com